cardápio de cafeteria - café

Criar cardápios de restaurantes de alta classe e gastronomia é algo complexo – sabores precisam combinar e possuir uma associação, ingredientes precisam ser combinados e organizados, pensando não apenas em sabor e apresentação, mas também em estoques e compras. Contudo, não é apenas em restaurantes que um bom cardápio pode fazer a diferença: o cardápio de cafeteria, por exemplo, também é crucial para que você tenha um negócio de sucesso.

Montar um cardápio de cafeteria é bem diferente de montar um cardápio de restaurante, mas, com algumas pequenas dicas, você irá elevar as vendas daquilo que realmente importa (ou seja, o que dá lucro) e deixar de lado coisas que colocamos e incluímos em cardápios, mas que geram prejuízos e até mesmo problemas com clientes em alguns casos. Confira as dicas abaixo:

Cardápio de cafeteria reduzido

cardápio de cafeteria - cafe pngMuita gente não resiste: quando abre seu próprio negócio, começa a incluir no cardápio de cafeteria tudo aquilo que acha possível, ideias que vêm com o tempo, coisas que encontra em concorrentes… depois de alguns poucos meses, o cliente precisa de horas apenas para ler o cardápio inteiro. A regra é bastante simples: enxugue. E quanto tiver reduzido o tamanho do cardápio e cortado metade dos itens, pare, analise e enxugue novamente.

Uma cafeteria é, sobretudo, um lugar de passagem. Pessoas param em cafeterias após o almoço, durante a manhã, antes de entrar para o trabalho, ou na saída, no caminho para casa. À priori, as pessoas sentam para tomar um café e conversar: é nessa hora que um cardápio objetivo pode funcionar melhor. Se o cliente tem muitas opções ou o cardápio de cafeteria é excessivamente complexo, ele fatalmente ficará apenas no café. Contudo, se ele imediatamente consegue encontrar aquilo que quer: um pão-de-queijo, um salgado, um café mais sofisticado, acaba pedindo mais.

Em cafeterias, menos itens significam facilidade e conveniência – o cliente encontra o que quer no momento em que sente o impulso de comer ou beber algo mais elaborado. Além disso, cardápios mais simples exigem menos estoques – e estoques excessivos podem ser a ruína de qualquer negócio na área de alimentação.

Localização e público

cardápio de cafeteria - cafe pngEntender os arredores de onde você instalou sua cafeteria, bem como o público que você espera que a frequente, é algo essencial para montar um bom cardápio e, é claro, vender mais. O cardápio de cafeteria precisa atender às necessidades, desejos e costumes do público que irá consumir seus itens.

Por exemplo, se sua cafeteria está localizada em um bairro onde famílias frequentam o comércio local, é sempre bom dispor de algumas opções para crianças. Porções menores, chocolates, docinhos e coisas que os pais podem pedir para seus filhos enquanto saboreiam seu café e conversam.

Por outro lado, se sua cafeteria está mais próxima de escritórios de alto padrão, é preciso dispor de um menu mais elaborado de cafés. Vários tipos, grãos, sabores e variedades aromatizadas. Executivos e funcionários podem fazer de sua loja um ponto de encontro ou até um local para reuniões mais reservadas, e nesse caso a qualidade e a variedade de cafés geralmente possui um peso maior.

Há outros tipos de público, mas o importante mesmo é ouvir seus pedidos e variar o cardápio conforme você “aprende” sobre as maneiras e costumes dessas pessoas.

Concorrência

cardápio de cafeteria - cafe pngSeus preços não precisam ser mais baratos ou mais caros do que os praticados por seus concorrentes, necessariamente. Lugares que possuem qualidade e diversificação podem cobrar mais caro e quem vende “commodity” tende a cobrar mais barato. Contudo, pense seu cardápio de cafeteria de modo que os preços estejam, em média, em patamares similares aos praticados pelos concorrentes mais próximos.

A percepção do público a respeito de preços se dá por experiências em comércios próximos. Por exemplo, um café em um hotel cinco estrelas pode custar R$ 10,00, porém, tais preços são inexequíveis em uma loja próxima a uma rodoviária. Mais do que o tipo de público envolvido, a questão é o que as pessoas esperam encontrar em termos de preços – a referência sempre será a de comércios e lojas similares ou próximas à sua.

Aproveite e, além de sondar preços praticados nos seus principais concorrentes, cafeterias ou não, sonde também o cardápio – o que eles servem e se o público realmente consome aquilo que eles estão oferecendo.

Em seu cardápio de cafeteria, ofereça o que dá lucro

cardápio de cafeteria - cafe pngBem, tudo isso é essencial na hora de organizar um bom cardápio de cafeteria: público, localização, preços, concorrência… mas o ponto mais importante de todos é aquele que mexe diretamente com seu bolso. Tudo o que você oferece precisa dar lucro!

Cada produto dentro de seu cardápio precisa gerar lucros, pelo menos em termos “brutos”. Claro, alguns itens podem ser eventualmente oferecidos com isca ou promoção, para atrair a clientela ou introduzir linhas de produtos novas, mas isso é marketing.

Marketing é despesa, e você espera algum retorno a partir dele. O restante do cardápio para cafeteria tem que gerar lucros – e não só faturamento. O maior problema que aflige pequenos empresários em cafeterias e comércios similares é a questão da receita versus lucros. Faturar alto não significa lucrar. Por mais que você esteja vendendo bem, se alguns de seus produtos não “se pagam”, o mais provável é que você acumule prejuízos imensos com o passar do tempo.

Garanta que todos os produtos e itens oferecidos gerem lucros individuais. Veja o quanto você está pagando por eles, quanto paga de impostos sobre sua venda, desconte os 10% de funcionários e chegue assim, pelo menos, ao lucro bruto que aquele produto irá gerar. Depois disso você ainda terá de incluir as despesas fixas do estabelecimento e a folha de pagamento, por isso trabalhe com margens brutas consideráveis em cada produto, garantindo um lucro final razoável.

Agora que você já sabe as melhores dicas sobre cardápio de cafeteria, compartilhe conosco nos comentários: qual o grande trunfo de seu cardápio e o que você pretende mudar depois deste artigo?

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *